Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fifa vende 2,45 milhões de ingressos para Copa do Mundo no Catar - NOVA FM 93.1 - A Rádio de Verdade!


No comando: CLUBE DA INSÔNIA

Das 00:00 às 06:00

No comando: PE REGINALDO MANZOTTI

Das 05:55 às 06:05

No comando: PE REGINALDO MANZOTTI

Das 07:00 às 08:00

No comando: OSVALDO E ANDREZZA

Das 07:00 às 09:00

No comando: ANDREZZA CERVEIRA

Das 07:00 às 09:59

No comando: JOTA A

Das 08:00 às 12:00

No comando: SILVANA LOBATO

Das 09:00 às 12:00

No comando: SILVANA LOBATO

Das 10:00 às 12:00

No comando: NILO GOMES

Das 12:00 às 14:00

No comando: THE PAUL

Das 12:00 às 15:00

No comando: THE PAUL

Das 12:00 às 15:00

No comando: JOTA A

Das 14:00 às 15:59

No comando: PAULINHA LOBÃO

Das 16:00 às 18:00

No comando: WALTER JÚNIOR

Das 22:00 às 23:59

Fifa vende 2,45 milhões de ingressos para Copa do Mundo no Catar

Os organizadores da Copa do Mundo venderam 2,45 milhões de ingressos para o evento deste ano no Catar, disse a Fifa nesta quinta-feira, com mais de meio milhão deles vendidos no último período de vendas de 5 a 16 de julho.

A Fifa disse que o maior número de ingressos alocados foi para partidas da fase de grupos como Camarões x Brasil, Brasil x Sérvia, Portugal x Uruguai, Costa Rica x Alemanha e Austrália x Dinamarca.

“Os torcedores que moram no Catar, Arábia Saudita, Estados Unidos, México, Emirados Árabes Unidos, Inglaterra, Argentina, Brasil, País de Gales e Austrália lideraram o caminho e as filas digitais ao garantir o maior número de ingressos”, disse a Fifa.

A data de lançamento da próxima fase de vendas será anunciada no final de setembro, acrescentou a Fifa. As vendas de balcão também começarão em Doha após o lançamento da fase de vendas de última hora.

A Copa do Mundo começará um dia antes do previsto originalmente, com a cerimônia de abertura ocorrendo antes da seleção anfitriã enfrentar o Equador, em 20 de novembro.

Será a primeira Copa do Mundo sediada no Oriente Médio, tendo sido adiada para o final do ano, no lugar de sua ocorrência normal entre junho e julho, para evitar o forte calor do verão na região.

Agência Brasil

Deixe seu comentário: