Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

FRAUDES: POLICIA FEDERAL CUMPRE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO NO MARANHÃO - NOVA FM 93.1 - A Rádio de Verdade!


No comando: CLUBE DA INSÔNIA

Das 00:00 às 06:00

No comando: PE REGINALDO MANZOTTI

Das 05:55 às 06:05

No comando: PEDRO DE ALMEIDA

Das 06:00 às 07:00

No comando: PE REGINALDO MANZOTTI

Das 07:00 às 08:00

No comando: OSVALDO/DIEGO E ANDREZZA

Das 07:00 às 09:00

No comando: ANDREZZA CERVEIRA

Das 07:00 às 09:59

No comando: JOTA A

Das 08:00 às 12:00

No comando: SILVANA LOBATO

Das 09:00 às 12:00

No comando: SILVANA LOBATO

Das 10:00 às 12:00

No comando: THE PAUL

Das 12:00 às 15:00

No comando: THE PAUL

Das 12:00 às 15:00

No comando: NILO GOMES

Das 13:00 às 14:00

No comando: JOTA A

Das 14:00 às 15:59

No comando: PAULINHA LOBÃO

Das 16:00 às 18:00

No comando: OSVALDO MAYA / EDUARDO ANDRADE

Das 18:00 às 18:59

No comando: WALTER JÚNIOR

Das 22:00 às 23:59

FRAUDES: POLICIA FEDERAL CUMPRE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO NO MARANHÃO

A Polícia Federal cumpriu hoje cinco mandados de busca e apreensão contra um grupo suspeito de promover fraudes licitatórias e irregularidades contratuais no âmbito da Secretaria Municipal de São Luís. De acordo com a investigação o bando criou mecanismos de fraudes para maquiar processos licitatórios. De acordo com um levantamento feito pelos policiais, cerca de 3 milhões e 200 mil reais foram recebidos ilicitamente. Por isso, foi dada ordem para o sequestro de bens que somados chegam a esse valor. Entre os bens estão: veículos, imóveis e dinheiro. A operação foi realizada simultaneamente no município de Codó, em Boa Vista (RR) e no Distrito Federal. Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação, simulação de compra e venda, peculato e associação criminosa. Somadas, as penas poderão chegar a 21 anos de prisão.
NOTA GRUPO FC OLIVEIRA
Após a operação, o nome do ex-prefeito de Codó e atual diretor do DETRAN do Maranhão, Francisco Nagib, foi citado como um dos envolvidos, já que a empresa dele foi alvo dos policiais. Em nota, a assessoria de Francisco Nagib, informou que

“A respeito a operação realizada pela Polícia Federal, que esteve na sede da F.C. Oliveira, na manhã desta quinta-feira (8), a empresa informa que colabora com todas as informações necessárias ao esclarecimento sobre a venda de caixas de álcool em gel à Prefeitura de São Luís em 2020.
A venda foi uma atividade regular da F.C. Oliveira, com os preços praticados no mercado naquele momento, em que havia alta significativa da demanda e baixa oferta de insumos.
Na operação foram levados da empresa um computador, um celular e um notebook.
A F.C. Oliveira é uma empresa genuinamente maranhense, que existe há 39 anos, que sempre presou pela lisura em seus negócios e sempre contribui com a geração de empregos e desenvolvimento econômico do estado e de Codó.
A diretoria está à disposição para quaisquer esclarecimentos necessários e reitera seu compromisso com as boas práticas da livre atividade econômica”

Deixe seu comentário: